segunda-feira, 21 de maio de 2012

Alice: impossível de explicar - Parte 1


Alice estava sozinha, não só naquele momento, mas para sempre talvez. Tirou Josh de sua vida do mesmo modo que o colocou: rápido. Não queria fazer isso. Não queria mais que ninguém sofresse por ela, ou com ela. Queria ser só. Queria andar por aí livre, e poder chorar, rir, se divertir sozinha sem tem que dizer o porquê para ninguém. 
Desde sempre fora assim. Ela sempre tirava de sua vida as pessoas que julgava importante, porque sabia que na verdade elas não eram nem um pouco importante.
Sentia-se mal por ter se aproximado tanto de Josh. Sabia que ele realmente gostava dela, mas ela não sabia o que sentia por ele. Na verdade nunca soube o que sentia por ninguém. Não gostava da ideia de ter que rotular as coisas, principalmente sentimentos. Ninguém pode explicar o que sente, é impossível. Alice nunca quis explicar nada... Ela era apenas ela, seu jeito, suas coisas, sua vida. Mas as pessoas insistiam em querer chegar perto. Ela não tinha culpa alguma.
Ela começou a chorar de repente. Chorou porque estava sozinha, e porque gostava disso; chorou porque não conseguia manter as pessoas por perto; chorou simplesmente porque não sabia definir o que sentia pelo cara mais legal que conhecera; chorou porque teve que chorar... Porque sorrir já estava se tornando comum de mais... Chorou para variar um pouco; Chorou porque queria, porque precisava.
Virou para o lado e viu o telefone. Discou o número dele, ele atenderia no quarto toque. Assim feito. Ele atendeu:
- Alô? 
- Preciso te ver, hoje.

Nenhum comentário:

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...